GeraLinksdiHITT - Notícias Árvore de Pedra: Janeiro 2014

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Trailer: A culpa é das estrelas


Eu acho que só eu ainda não tinha visto o trailer do filme inspirado nessa história mais do que linda do best-seller escrito pelo nosso amado João Verde, John Green. As cenas foram divulgadas ontem (29) pela Fox, dizem que o motivo foi cenas não autorizadas rolando pela internet. A estréia prevista para lançamento aqui no Brasil é dia 15 de Agosto. Vejam o trailer e se preparem pra jorrar litros de lágrimas porque essa história é muito emocionante. Okay?

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Final de semana...



Esse final de semana foi meio complicado e não pudemos postar nada aqui no blog. Nos desculpem pela nossa ausência. Todas nós ficamos ausentes e realmente não pudemos aparecer por aqui, mas tudo isso foi por um bom motivo e vamos mostrar qual é. E lembrando que o que digo aqui vale como dito pela Mari e pela Sheilinha também, afinal, passamos o final de semana juntas.
Imagino que vocês não saibam, mas o aniversário da Mari está bem próximo, no dia 30 de Janeiro, e por maiores contratempos e eventualidades nós não pudemos comemorar no final de semana mais próximo da data. Não foi por isso que deixamos de nos reunir e fazer a nossa bagunça com o pessoal. Fomos para Ibiúna e infelizmente lá não tínhamos sinal e muito menos acesso à internet. Esse foi o real motivo por termos "sumido do mapa", mas não é por isso que não vamos mostrar pra vocês como foi tudo muito divertido.

Primeiro eu tenho que mostrar o bolo maravilhoso e espetacular que a mamãezinha da Mari fez, estava realmente muito gostoso e até sorvete foi junto. Muito obrigada tia Sônia!










Performance da Sheila como instrutora de hidroginástica e.e





Espero que vocês tenham gostado e continuaremos compartilhando nossas experiências por aí. Beijos e não esqueçam de comentar!


quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Resenha: Hidratante Le Couvent Des Minimes

  Essa vai para os amantes de hidratantes como eu.

 Hoje vou falar do hidratante maravilhoso de verbena e limão da Le Couvent Des Minimes que a L’occitane trouxe para o Brasil.
 
(foto: http://br.lecouventdesminimes.com/)
 Bom, como eu não o comprei, foi bem difícil de encontrá-lo novamente, uma vez que não é vendido nas lojas da L’occitane (pelo menos, não nas que eu fui) e sim distribuído, exclusivamente, pela Rede Pão de Açúcar .
  
 Fiquei muito curiosa para saber mais e encontrei a história da Le Couvent Des Minimes. Era um convento que português significa “O Convento dos Mínimos” localizado em Mane, no sul da França. Na verdade foi nomeado assim por causa de monges botânicos “Irmãos Mínimos”, que cultivavam plantas medicinais no terraço do convento e as mesmas são usadas até hoje para a produção dos cosméticos da marca. Hoje esse lugar tornou-se um Hotel & Spa.

 Agora vamos para o creminho...


 O aroma é uma delícia, super leve, lembra a mousse de limão. O cheirinho fica até na roupa.

 Ele tem uma textura bem mais consistente que a maioria dos cremes e realmente deixa a pele muito macia.




 Vem em um pote de vidro bem bonito, portanto nada de derrubar no chão porque aí já viu né? (tipo eu que sou um desastre)

 Em breve quero experimentar outro produto e aroma.

 Olhei no próprio site da marca e vi que o valor não é lá muito amigo, mas vale cada centavo.

 Esse mesmo está R$69,00 e o frete é grátis.

 Dá uma olhadinha no site deles.


Espero que tenham gostado da sugestão.

Comentem!

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Noite


Sabe aquelas noites que você deita na cama e fica várias horas olhando para o teto, rolando pra lá e pra cá sem conseguir pregar os olhos? Imagino que todos saibam o que é isso, até porque não existe quem tenha suas próprias responsabilidades e não tenha suas preocupações. Até uma criança fica em claro até tarde só pela espera do primeiro dia de aula. Com a certeza da impossibilidade de pegar no sono, acendo a luz e simplesmente admiro o branco nem tão branco do teto, iluminando as estrelinhas que brilhavam no escuro e inclinando minha cabeça um pouco mais pra cima estão meus desenhos de tantos outros dias que me dediquei a fazê-los no papel ou no computador, me orgulho deles de tal forma ou nem os teria pendurados em na minha parede. Na minha cabeceira repousa uma coroa de flores artificiais que fiz com muito entusiasmo, mas nunca mais usei. Em plenas 2h da manhã, enquanto grande parte da cidade adormece, permaneço em alerta e até já li um bom pedaço do livro dessa saga que me deixa tão intrigada e tenho medo de terminar. Me disseram uma vez que se fica órfã de livro toda vez que termina um e acho que é por isso que não terminei ele essa noite faltando tão poucas páginas. Quem sabe se eu relembrar o meu dia enquanto pego no sono eu não revivo a  frustração de não conseguir pegar a girafinha de pelúcia na máquina de ursinhos do shopping. É ótimo se sentir criança, até porque eu acho que ninguém deveria crescer e ter responsabilidade de fato. A vida delas é tão fácil comparada à nossa. O mundo cão que enfrentamos todos os dias e nos estressa só nos faz adoecer cada vez mais. Enquanto nos matamos esse estresse e falta de calor humano que nos agregam em ruas tão cinzas quanto os cabelos grisalhos do tempo que nos leva embora a cada hora. É aí que vejo que estou sozinha. Sozinha em meio a uma noite de verão e sei que esses pensamentos são só devaneios dessa mente que estava vazia, mas ainda continua de olhos abertos e fértil.
Boa noite.


sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Comportamento: TRAIÇÃO


Um dos assuntos que mais me irritam é a traição.

São tantos os casos que vemos no dia a dia que não sei se me revolto mais com quem trai ou com a naturalidade e banalidade com que as pessoas tratam essas situações.

Uma vez ouvi uma história de um casal em que a mulher tinha “abandonado” o marido em outro estado e quando levantaram a hipótese de o cara trair, disseram “o cara é bobão ele não trai não” na hora fiquei sem fala e aquilo me calou fundo. Como assim? O cara que não trai é um bobão? Ter respeito e caráter agora mudou de nome?

Às vezes acho que quem fala isso, merece um par de chifres para saber como é horrível ser enganado por uma das pessoas que você mais confia. E como é ruim perder a esperança nas pessoas, como é difícil recomeçar. É aquele tal de “confia desconfiando”.

Todos sem exceção conhecem algum caso. Infelizmente conheço vários, uns que são certeza, outros, desconfiança. Mas como disse antes, o que mais me entristece é como as pessoas ao redor agem como se não fosse nada de mais. Acredito que quem acha normal é por que trai também.


Sei que muitas mulheres traem, mas a maioria dos casos que conheço são de homens que enganam na maior cara de pau.

Muitas pessoas ficam com medo de contar a verdade e perder a amizade, eu ao contrário prefiro perder a amizade a enganar também. Tenho muito orgulho de ter ajudado uma amiga a se livrar de um cara que não a merecia. Hoje ela está muito bem e com um cara super bacana.

Há mulheres que só se envolvem com quem não presta e depois ficam chorando e sofrendo. Quer sinal maior que alguém não tem caráter, do que esse alguém ser comprometido e ficar com você. Se a pessoa traiu o anterior, vai trair você com certeza! Não fica se achando a MUSA, a que trará a mudança. Ninguém muda.

Não seja desesperado/a, procure uma pessoa que te valorize, não vá atrás do cafajeste. E ao menor sinal de falta de respeito, coloque pra correr, pois onde há fumaça, há fogo. E sua vida não é uma novela, em que todos conspiram contra você. Esse negócio de inveja e recalque é blablabla de quem não tem coragem de apurar os fatos ou já sabe da verdade, mas finge que não. Pronto Falei!



quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Resenha: Super Delineador AVON

Hey Guys, vamos falar de produto bom e barato? (Vontade de falar que vamos falar de Tekpix, kkk)

Ultra Color – Mega Impact – Super delineador para olhos.

Quem me deu essa dica foi a Mari Fialho. E como não posso ouvir falarem maravilhas de algum produto e não comprar. Corri e pedi na revistinha... Chegou a pouco, pedi duas cores, um preto e um azul celeste.



As duas cores são ótimas e bem pigmentadas. A cor do preto é intensa e bem fechada, já o azul celeste (que para mim é verde) tem uma cor linda metalizada. Para quem curte algo diferente, como eu, recomendo muito, principalmente para pessoas que tem olhos castanhos, cabelo escuro e pele clara. Dá um destaque muito bonito...


Sou extremamente perfeccionista e não tenho coordenação para fazer o traço perfeito com qualquer coisa que não seja lápis. E esse lápis é muito fácil de aplicar, a ponta é macia e desliza muito bem. E o preço é bastante justo, eu diria barato mesmo. Paguei 15,99 em cada.



segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

O Sarau


Era como se fosse o arco-íris, com mais do que sete tons de cores. Corria um vento quente, levezinho, com cheiro de mar. Cheiros de todas as frutas brincavam no ar, parecia dia de feira. Uma voz suave e doce chegava aos meus ouvidos. Era um caleidoscópio humano. Nuvens anunciavam chuva, bocas entoavam poesias. E eu te vi uns dois metros distantes de mim, sentada no chão, de sombrinha aberta em punho.
 Olhava fixamente para o palco improvisado, simples caixinhas empilhadas umas nas outras. Lá em cima, um homem tocava violão, e uma mulher, pintada de branco, lia um poema. Lia, com toda sua força e energia. Sua voz estava rouca, sua boca sorria, seus olhos passeavam por todos os rostos da plateia. Eles eram azuis. Movia-se com uma graça de dançarina, carregava gestos de hipnose.
As horas passaram e o Sol lá em cima foi embora, já lâmpadas iluminavam nosso sarau. Alguns tinham ido embora, outros mais tinham vindo, eu continuava no mesmo local, assim como você. Lá em cima, continuavam a “rimar rima com rima”, cantar alma com alma, arrancar sorrisos com olhares, eram poetas completos, com uma chama de Literatura dentro de seus corpos.
A Lua tingiu de prata seus cabelos, sua pele e seu olhar. Nem parecia que você estava lá. Estava tão aérea, tão concentrada nas bocas que se mexiam lá em cima. O vento brincava com seu cabelo e você nem se incomodava. Despenteado era ainda mais lindo.
Ouvi um sussurro, numa língua que não conhecia: era o vento que em mim falava. Empurrava-me para frente, como se quisesse que eu fosse falar com você. Não resisti e me levantei. Não me importava com a poesia que estavam fazendo lá em cima, você era um poema muito melhor, do cabelo bagunçado até o pezinho de boneca.
Já você não estava mais pintada de prata, as nuvens engoliram a Lua. O vento estava ficando mais forte e mais ousado. O cheiro abafado que anunciava a chuva fez-se presente e as primeiras e aventureiras gotinhas de chuva começaram a cair. Uma, duas, três, quatro, já ninguém conseguia mais contar quantas eram e quantas caíam.
Você finalmente acordou. Diferente dos outros, não saiu correndo em busca de um lugar para se proteger da chuva. Não, diferente disso, você não considerava a chuva como uma ameaça. Deixou que os pingos caíssem e te molhassem.
– Não tem medo de ficar doente, moça? – Perguntei, depois de ter me aproximado.
– Eu ficaria doente era se continuasse nesse calor. Que dia bom foi esse!
E você riu. Era uma risada mais bonita que o som do violão do homem que estava tocando pouco tempo antes. A chuva fez a tinta da cara da mulher de olhos azuis escorrer, revelando um rosto marcado de rugas, com certeza de risos. A chuva veio e trouxe pressa a todo mundo, tirou o pó e a maquiagem do rosto de todos. Estava tudo nu, tudo feio, menos você. Seus cabelos soltos e molhados, grandes, negros como a madrugada, eram lindos. Seu riso, calmo e sem pressa, como se você não estivesse preocupada com nada no mundo. Realmente, esse foi um dia bom. Não, mais que bom, foi perfeito.
Era uma nuvem pequena, a que estava dando chuva. Pouco tempo depois, as gotinhas pararam de cair, tudo voltava a ficar calmo novamente. Era silêncio e fazia frio. Estávamos molhados e sozinhos no meio da rua, com a Lua lá em cima, livre para te pintar mais uma vez.
Beijei-te. Lábios quentes, cheiro de fruta madura. As pessoas que tomam um banho de chuva juntas já podem ser consideradas íntimas. Eu já te conhecia. Você era o sujeito oculto de todas as poesias de amor.
Beijei-te, e nosso beijo não foi nenhum pecado.
Acordei no outro dia, e fui te chamar. Dei três passos e me lembrei que foi um sonho.



Lucas Dantas

domingo, 12 de janeiro de 2014

Música


 [...] e aí tudo acontece quando a música começa. Pensamentos, ideias, lembranças, histórias, resolução ilusória de atos errados.

 Quem nunca imaginou tudo isso quando AQUELA música toca?

 O que é a vida sem música?

 Cada um ouve música para uma finalidade: Inspiração, lembrar, rir, chorar.

 Existem diversos estudos de que tem grande influência na nossa vida no geral. Tem música que serve para estudar, tem música que estimula a criatividade, tem música que ensina a amar, tem música que serve até para descontar aquela raiva momentânea. E aquelas que nos deixa com vontade de dançar? Haha

 Tem as bregas que só servem mesmo para dar aquela gargalhada gostosa.

 Aquele som que te acalenta na saudade ou por um amor perdido... ahhh, mas depois aparece outro amor trazendo uma nova melodia para te fazer sorrir sem perceber.

 Não posso deixar de falar daquelas que não queremos ouvir nunca mais. Sim... Foi um grande trauma. Também tenho minha lista “negra”.

 Eu adoro ouvir música para duas coisas em especial, pensar e escrever... E tenho música para todas as horas.

 Quem disse que eu quase não viajo? Viajo e muito... Com ela já estive em Paris, já vi sim a Torre Eiffel, também já conheci o Palácio de Buckinghan. Já conheci o homem dos meus sonhos, casei, tive filhos e vivemos muito felizes, obrigada!

 Tudo proporcionado por uma bela trilha sonora, como num filme, que nos meus pensamentos, já tenho até estrela na calçada da fama.


 Vários textos que escrevi tiveram uma bela trilha sonora.

 Esse mesmo começou enquanto ouvia uma música muito especial: “Close to You” de Capenters.

 Agora experimenta ler tudo de novo ouvindo isso.

 Pode ser uma música que você goste, lendo também um texto ou um livro. Observe! Veja que a história muda, também, de tom.

 Assista uma filmagem de quando você era criança, aperte o mute do seu controle, não ouça as vozes e coloque para rolar a música que te lembra à infância. Emocionante né? E o nó na garganta?


 Consegue sentir aquela saudade que seus pais sentem quando ouvem aquele som que tocava no baile?Entende o brilho nos olhos deles?

 Tente reproduzir tudo isso. É incrível. Pense em si mesmo ouvindo aquela música, daqui alguns anos, que você grita hoje na balada “Meoo... eu amo essa músicaaa!!!”.

 Legal né?

 Agora fique aí, com sua imaginação fértil, para pensar o que quiser ouvindo aquela banda que mais ama.

 E já ia me esquecendo...




 Ótima trilha sonora!


sábado, 11 de janeiro de 2014

Expectativas para 2014

Foto: Melina (Series of Serendipity)
E quando mais um ano se passa percebemos que ele leva consigo todas as coisas maravilhosas que tivemos a oportunidade de experimentar, mas nos deixa um aprendizado muito importante que nos servirá para continuar vivendo e aprendendo no próximo ano que se segue. As pessoas gostam de criar metas e objetivos no início de cada ano para conseguirem realizar seus sonhos e desejos que só elas mesmas podem conseguir. Isso serve muito para nossa realização pessoal e mesmo que muitas vezes nos decepcionemos por não conseguir alcançar o prazo dado a nós mesmos temos que continuar tentando porque isso é viver. Viver é tentar. Eu também tenho meus objetivos e são bem simples, apesar de alguns serem os mesmos do ano passado (fail), são eles que eu quero correr atrás pra continuar tentando me tornar a pessoa que quero ser. Então vamos começar!


Desenhar mais


Eu sempre amei desenhar e acho que posso dizer que é a única coisa que eu sei fazer na vida de verdade, do meu jeito sem ninguém poder falar nada. Me distanciei dos meus lápis um pouco, é verdade, mas pra mim isso foi bem triste, porque eu já fazia meus desenhos serem notados muito antes de saber escrever, então isso faz eu sentir que estou perdendo tudo que faz parte de mim. Não quero perder meu lado artista jamais. Sempre lembro "Quero pensar mais com o lado direito do cérebro!" ahaha é o lado da imaginação, sentimento e tudo que é mais colorido. E agora, já que eu comprei minha mesa digitalizadora Bamboo Capture da Wacom não quero mais saber de parar de desenhar e me empenhar cada vez mais. Espero que não demore muito pra eu compartilhar um de meus desenhos pra vocês, já que é o que eu mais gosto de fazer. Ser eu! =)

Ler mais livros


Eu nunca fui uma leitora muito assídua na minha infância, talvez um pouco por falta de incentivo, mas os livros que eu realmente comecei a ler foram na escola. Não sei se eu fui a única a encontrar meus livros preferidos da literatura brasileira na escola, mas foi aí que eu mudei totalmente minha concepção sobre os livros. Meus preferidos são: "O cortiço", "Dom Casmurro" e "Capitães da areia". Esses foram os livros que mudaram minha vida literária. Virando o ano já consegui ler uma saga inteira, mas eu pretendo continuar lendo cada vez mais, apesar de no momento eu estar meio órfã de livro rsrs. Vou tentar fazer uma meta mensal para uma quantidade x de livros.

Fazer uma tattoo


Eu ainda não tenho nenhuma tatuagem, mas eu sempre quis, desde nova, fazer uma tatuagem que representasse algo pra mim. Eu já tenho um desenho que representa uma parte muito importante da minha vida e fui eu mesma que criei. Não tem um motivo pra eu ainda não ter feito, mas esse desenho eu já criei há uns dois anos hahahaha. Está me faltando coragem de ir fazer um orçamento, mas vontade ainda não faltou. Mas ainda não tirei essa ideia da cabeça e não pretendo.

Estudar


Quero estudar e me empenhar mais esse ano. Eu trabalho na área do vestuário no momento, estudei um tempo pra conseguir fazer o que faço, mas estou querendo mudar de área. Não tenho intenção de desiludir ninguém, mas essa área já não é mais para mim. Agora eu quero ir pra área da saúde, quer ser veterinária e eu sei que pra conseguir ser uma boa profissional tenho que me empenhar bastante e dar meu sangue. Então vamos tirar a bunda da cadeira e tentear ser cada vez mais alguém na vida. XD

Viajar


Eu não sou uma pessoa muito aventureira, mas é por falta de oportunidades. Nunca sai do estado de São Paulo, mas é uma das coisas que eu mais quero e pretendo em 2014. Já que não viajei nas férias e nem nas festas de fim de ano já estou querendo começar a planejar minhas férias do trabalho. Na virada do ano eu vi nas redes sociais que muitas pessoas viajaram para lugares lindos e com muito verde, isso só serviu pra despertar ainda mais a minha vontade de largar a cidade de pedra e ir voar um pouco.

Essas são minhas pequenas vontades pra esse ano e sei que muitas ainda vão surgir ao decorrer do tempo, já que muita coisa é imprevisível. Não sei se alguém se identifica, mas espero que por serem coisas simples da vida eu possa alcançá-las sem muita dificuldade, apesar de a vida não ser nada fácil. Beijos e até a próxima!

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Resenha: Óleo Extraordinário


Hoje vou falar do Óleo Extraordinário “Geleia Disciplinante”. Que promete eliminar o frizz.

O QUE A MARCA DIZ:

Uma geleia de óleos para disciplinar o cabelo sem pesar e dar toque suave e natural. 

Antes do shampoo, a geleia nutre intensamente a fibra. 

Antes de dar forma, ela protege o cabelo. 

Como finalizador, ela controla o volume e reduz o frizz. 

Em qualquer momento, ela dá um toque irresistivelmente macio e sedoso, e um brilho incrível.


MINHAS IMPRESSÕES:

A primeira vez que usei foi com a intenção que meu cabelo ficasse com uma aparência melhor, porque eu ia sair e ele estava “armado” e sem brilho. Apliquei apenas 2 pressões, apesar de a marca recomendar de 3 a 4 por todo o cabelo. 

Meu cabelo não ficou nada legal, o toque estava estranho e a aparência era de cabelo sujo. Sai mesmo assim e no outro dia pela manhã quando lavei e sequei para minha surpresa o cabelo estava bem melhor e mais liso que o comum. Meu cabelo estava macio, brilhante e totalmente controlado.

Portanto, das três utilizações possíveis a que mais gostei foi a de antes do shampoo.

Lembrando que o resultado é diferente para cada tipo de cabelo (o meu é misto). 

Ahh, e o preço é bem justo. Eu paguei R$ 23,40 na edição de 100 ml.

Entrem nesse link tem uma dica ótima do Pro para domar cabelos com Frizz.

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Dica de filme: "A Jovem Rainha Vitória"


 Para quem gosta de história e filmes de romance, esse filme é uma boa pedida. Recentemente, assisti e fiquei muito comovida com uma história tão bonita.

 Trata-se da história da jovem Vitória, que foi super protegida por sua mãe e seu mordomo, cujos rumores, seu amante. Ambos a impediam de ter contato com pessoas que julgavam ser indesejáveis para deixá-la vulnerável.

 Vitória era refém de seu próprio destino sendo comandada por todos ao seu redor. Seguia uma rotina rígida de estudos e horários para todos os afazeres, inclusive brincar.

 A jovem era considerada liberal para a época, que mais tarde seria conhecida pela Era Vitoriana.

 Seu tio fez de tudo para que ela se casasse com seu filho Alberto. A surpresa é que Vitória sempre gostou da presença de Alberto, porém, demorou algum tempo para aceitar seu pedido de casamento.

 Com a morte do rei Guilherme IV, ela reinou com apenas 18 anos. Vitória foi a primeira a morar no Palácio de Buckingham. Aconteceram vários escândalos no início de seu reinado, que foram superados com o passar do tempo.

 Três anos depois, após algumas visitas e troca de correspondências com Alberto, ela decide se casar. E, diga-se de passagem, apaixonada. Algo que para uma época de casamentos arranjados era muito difícil.



 Booom... Fiz um resumo sobre a vida da Rainha Vitória, mas não de tudo. Portanto, deixo a curiosidade dos detalhes e do desfecho da história dela.

 O filme é bem bonito e muito fácil de entender, para quem tem alguma dificuldade com filmes épicos.


 Espero que gostem e ótimo filme!